Marcadores principais

Conto: A arte do destino - parte 7

13.9.13



Relacionamentos a distância são difíceis, mas as pessoas sempre preferem acreditar que os delas funcionarão. E essa atitude não está errada, afinal de contas, a verdade é que ninguém está pronto para abrir mão de um grande amor apenas porque ele não mora por perto. Seria uma tremenda burrice fazer isso sem nem ao menos tentar manter um relacionamento. Foi o que Amélia e Daniel fizeram: tentaram cumprir, mesmo longe um do outro, as promessas feitas naquele verão. Eles se amavam de verdade. Mas quem disse que isso tornaria as coisas mais fáceis? Ainda mais pra eles, que costumavam se comunicar melhor com olhares do que com meras palavras...
Nos primeiros três meses, as coisas até que ocorreram bem, mas até hoje, o coração de Amélia se parte só de pensar no que aconteceu depois.

Eles costumavam se falar sempre, sendo por skype, facebook, mensagens por celular... Qualquer meio de comunicação servia. Não era como estarem lado a lado, mas era alguma coisa.
Até que um certo dia, tudo acabou por uma série de motivos idiotas. Os motivos? Bem, o primeiro deles foi uma nota vermelha que Amélia tirou em uma prova de física. Sendo que a nota nem era tão vermelha assim, era 55. Mas essa nota já serviu para que Liana resolvesse tomar uma atitude um tanto trágica. Ela contou sobre a nota para Eduardo, e os dois decidiram ter uma conversa séria com a filha - conversa que se transformou no segundo motivo.

- Mel, acho que precisamos conversar. Suas notas caíram muito do ano passado pra cá. – Começou falando o pai de Amélia.
- É porque a matéria está mais complicada pai... – Revidou ela.

Mas Amélia sabia que não era isso. Sempre esteve dentre as melhores alunas da classe, mas desde o início daquele ano, passou a pertencer ao grupo dos que tiram a nota mínima em provas e trabalhos, sendo que os outros bons alunos do ano passado continuaram com notas altas. Por mais que ela não quisesse admitir, o problema era com ela própria.

- Tem certeza filha? Porque eu acho que o motivo não é esse, querida. – Falou o pai.
- E qual motivo seria? – Perguntou Amélia, já com medo da resposta.

Eduardo ficou em silêncio. Era a vez de Liana falar.

- Amélia, você se lembra daquela noite de quarta-feira, um dia antes da prova? Lembra que ficou até as duas horas da manhã conversando com o Daniel pelo skype? Lembra que também passou a tarde inteira falando com ele? Com certeza foi esse o motivo da sua nota baixíssima nessa prova. E também da queda de suas notas nas demais disciplinas. - Ela fez uma pausa, e Amélia sentiu seus olhos se encherem de água. - Querida, escute o que eu vou te dizer agora: a queda do seu desempenho escolar é só o começo da infinidade de efeitos colaterais que esse namoro ainda vai te causar. Você acha mesmo que esse rapaz vai te esperar por muito tempo? Você, toda romântica do jeito que é, talvez ainda não tenha se tocado de que é muito fácil para um menino esquecer de uma menina e arranjar outra, filha. Pode ser que você ainda sofra muito, e a minha pergunta é: vale a pena toda essa dor de cabeça, em?

Já na metade do discurso de Liana, Amélia começou a chorar descontrolavelmente. O que sua mãe estava pensando, para falar coisas assim para a filha? Para tirar seu chão dessa maneira, fazer com que sentisse tamanha tristeza? Está certo que seu pai já havia pedido a ela para esforçar-se mais nos estudos diversas vezes antes disso, e ele também alertou-a sobre como sua mãe estava começando a se revoltar, mas ela acabou por nem dar atenção aos apelos de Eduardo.

Depois de Liana terminar seu discurso que deixava claro seu desgosto sobre o namoro da filha, Amélia foi correndo para seu quarto e se trancou nele. Eduardo acabou convencendo Liana de deixar a filha sozinha um pouco. Então Amélia, devagarinho, conseguiu conter o choro, ligou seu notebook, e acessou o facebook. Foi nesse ponto da história que o terceiro motivo para o fim ocorreu.

Viu estampada na página inicial uma foto que arrasou seu coração, a fez desabar em lágrimas novamente, encheu seu coração de mágoa. Uma imagem que acabou com tudo.
Era uma foto de Daniel dançando com uma outra menina, uma tal de Alexa - inclusive, ela que havia publicado a foto. Nada demais, se não fosse a forma com que os dois olhavam um para o outro, o mesmo olhar apaixonado com que ele havia olhado Amélia tantas vezes durante as férias de verão. Tinha também o sorriso radiante nos lábios de ambos. E como se isso já não fosse o suficiente, a descrição que a garota escrevera na foto só piorou tudo: "Uma das pessoas mais importantes da minha vida. ♥" - sim, com coraçãozinho e tudo.

Amélia sentiu uma lágrima percorrer seu rosto, enquanto continuava analisando a imagem. Tentou convencer a si mesma de que tudo não passou de um mal entendido, mas de repente Daniel ficou online. Ele curtiu a foto. Sim, essa era a prova de que Amélia precisava: sua mãe estava correta, esse relacionamento jamais daria certo. Ao chegar a essa conclusão, Amélia viu seu mundo cair. Sentiu um misto de sentimentos horríveis: tristeza, raiva, angústia, mágoa, decepção. Desabou completamente em lágrimas, sem conseguir controlar de maneira alguma o choro. Estava na cara, Daniel havia traído Amélia.

E bem nesse momento, no pior momento possível, ele resolveu chamá-la no bate-papo.

Daniel: Oi Mel! Tudo bem?
Amélia: Não quero falar com você.

E desligou seu notebook.
Será que ele achava mesmo que ela era tão idiota assim? Que não perceberia o que ele havia feito? Que ela era cega? Bem, caso estivesse pensando isso tudo, estava completamente enganado.

Amélia tentou colocar seus pensamentos em ordem. A grande coincidência com que os fatos ocorreram, logo depois que sua mãe lhe alertou do que poderia acontecer, seria um sinal? Mas ela não teve muitos minutos de paz. Logo seu celular tocou, era um número que ela não conhecia. Por via das dúvidas, achou melhor atender.

- Amélia, o que aconteceu? - Perguntou a voz familiar de Daniel, que ela reconheceu na hora.
- Ha, então você acha que eu veria você me traindo publicamente assim, fácil desse jeito? - Segurou o choro e falou, firme.
- Do que você está falando? - Daniel estava com uma voz confusa.
- Alexa. Esse nome te parece familiar? - Perguntou Amélia, com a voz cheia de ódio.
- Ai meu Deus Amélia, você entendeu tudo errado! Alexa é minha ex namorada e...
- Nossa, que legal, ex namorada! - Cortou a fala dele. - Escuta aqui Daniel: não quero te ouvir, e acho que nosso namoro tem que acabar. Estou terminando com você. - Terminou, falando com uma voz muito decidida.
- Amélia deixa eu te explicar... - Ele tentou se defender, mas Amélia não deixou.
- Escuta aqui Daniel: foi muito esperto de sua parte me ligar de um número que eu não conhecia, mas continuo sem querer ouvir a sua voz.
- Amélia, eu... - Ele tentou falar outra vez, novamente sem obter sucesso.
- Eu não te amo mais. - Terminou Amélia.
Se passaram alguns segundos de silêncio.
- Muito madura sua forma de resolver os problemas, Amélia! - Agora sim, ele havia ficado realmente irritado - Pensei que você fosse mais do que uma garotinha insegura que não sabe ouvir os outros. É, acho que eu estava enganado sobre você. - Sua voz era um misto de tristeza e raiva.
- Eu também estava enganada sobre você. - Disse Amélia, amargamente.
- Então não temos mais nada para conversar. - Encerou ele.
- Ótimo. - Falou Amélia.
- Ótimo. - Disse Daniel, e desligou.

Depois dessa ligação, ficaram os dois calados em seus quartos, pensando. Ambos começaram a achar que a pessoa que conheceram nas férias de verão era pura ilusão, e que foi melhor terem acabado assim. Mas se eles tivessem olhado um nos olhos do outro nesse instante, perceberiam como estavam enganados. Porém a distância não colaborou em nada.
Se ao menos Amélia tivesse deixado Daniel se explicar, pouparia tanto sofrimento desnecessário e desvios de percurso na estrada dos dois...

Em seu quarto, Amélia resolveu colocar alguma música pra tocar e tentar animar as coisas. Deixou seu celular em modo de playlist aleatória, mas a primeira música que tocou só a fez ficar ainda mais deprimida: era Mine, da Taylor Swift. Era a música deles.
Ela deitou-se na cama, abraçou seu travesseiro e decidiu deixar a tristeza tomar conta dela sem fazer nada para impedir.

- You are the best thing that's ever been mine… - Cantou ela, junto com a música.

Dizem que o destino adora brincar com a vida das pessoas, e vamos ser realistas: talvez isso seja verdade. Mas, por favor, acredite nas seguintes palavras: o destino tarda, mas não falha. Toda e qualquer história, mais cedo ou mais tarde, tem o final que merece.
Uma parte meio triste, mas necessária... Garanto que terá continuação!
♦ Beijo grande e até a próxima postagem ♦

19 comentários:

  1. "O destino tarda, mas não falha. Toda e qualquer história, mais cedo ou mais tarde, tem o final que merece."
    Taís, depois desse fechamento de capítulo, vou te dizer, VOCÊ TEM QUE ESCREVER UM LIVRO! Digo, você sabe criar histórias fofas de forma fluída e todo aquele clichê <3 que sei que muitas pessoas amam - tipo a sonhadora que está escrevendo esse comment agora, isto sou eu - e, claro, ainda coloca essas frases de impacto perfeitas, deixando todo mundo instigado e ansioso *----* So amazing!
    Quanto a história... eu já estava com aperto no coração adiantado desde aquele seu tweet outro dia, mas ainda fiquei triste pelos dois :'( Mas acredito - mesmo - que tudo tem seu momento certo para acontecer e que, como você disse, o "destino tarda, mas não falha" - isso ficou ótimo! - então, continuo aqui, esperando as demais partes dessa história que eu tanto amo... <3
    Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3333 Muuuito obrigada pelo incentivo Sâmmy! Como eu te disse no twitter, estou pensando em realmente começar uma história com algumas ideias que já tenho... ^^
      Enquanto eu estava escrevendo essa parte, tive que colocar umas músicas animadas pra não me contagiar com a tristeza :( Mas sim, tudo tem o seu momento certo para acontecer, e se for para ser, será! "O destino tarda, mas não falha", também adorei essa frase - obrigada! ♥
      Logo estarei postando mais partes, pode deixar ^^
      Beijos! ♥

      Excluir
  2. Sério, eu não pego internet do meu vizinho pra você me fazer chorar lendo os seus contos!
    Realmente Taís, porque você não escreve um livro!! Eu seria a primeira a comprar!!
    Mas, meus deuses, porque você fez aquilo com o Daniel e com a Amélia?
    Será que ele tá traindo ela mesmo? *---*
    Bom, continua logo! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ^^ Muito obrigada pelo incentivo Cléo! ♥
      Porque eu sou do mal, MUHAHAHAHA' -Ñ kk'
      Não posso contar... =X Mas garanto que esclarecerei isso em breve! *----*
      Okay, pode deixar. ♥

      Excluir
  3. Eu ainda boto fé de que um dia você vai publicar um livro. E EU VOU COMPRAR! rsrs
    Ai Taís! Essa parte do conto realmente foi muito triste. Com certeza um namoro a distância É difícil. Mas não IMPOSSÍVEL!
    Agora só esperando a próxima parte pra saber mesmo...
    Eu estou acompanhando seus contos desde o Clube Splash. haha
    Sabe que eu prefiro esse blog? Ele tem mais haver com você!
    Não vou perder UM capítulo desta história magnífica! rs
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ashuashaus' Muito obrigada Carol!
      Eu sei, foi triste... :( Mas é bem isso: difícil, mas não impossível! ^^
      Sério que prefere esse? Que legal! Fico feliz que esteja gostando do blog. ♥
      Haha, okay!
      Beijinhos! ♥

      Excluir
  4. Parte 7 aprovadissima, já sabe quando chegar a décima parte é "nóis" comemorando teu sucesso, afinal meu empurrãozinho deu nessa linda história...

    Beijo!!!

    mostrandoquemsomos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thanks Dona Paulinha! u__U
      Isso aí, quando chegar a parte 10, faremos uma mini festinha rave aqui em casa, hhul! \O/ -q
      Ashuashuas'
      Mais uma vez, muito obrigada por seu empurrãozinho amiga! ^^
      Beijo! ♥

      Excluir
  5. Puxa que dó deles me deu! Estou passando por uma situação parecida (até a parte das fotos) mas ainda não terminamos. Fiquei muito tocada com esse capítulo, Tay!
    Mas puxa, acho que a história fica cada vez melhor e seria legal se você explicasse o que aconteceu com o Daniel e a Alexa ^^
    Parabéns amiga, cada vez melhor sua história!!!

    Beijinhos, Line
    blog Puta Merda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou acompanhando seus posts no PM direto, o que inclui os textos em que você falou sobre seu namoro Line... Triste saber que sua situação tá parecida com a da Amélia, mas espero sinceramente que vocês encontrem uma saída pra isso tudo e que as coisas se ajeitem completamente o mais rápido possível! ^^
      Pode deixar miga, vou explicar sim. :)
      Muito obrigada!
      Beijinhos. ♥

      Excluir
  6. Nem preciso dizer que já estou chorando aqui!! Buuuuuuuuuah :'''''''''(
    Relacionamento sério a distância não é brincadeira como muitos acham que é. Na verdade, é pior na parte do fim de namoro. É muito pior estar longe para trazer essa "notícia". Parece que dói muiiiiiito mais. Parece não. É!
    Taís, assim como prometido, li todos as partes do conto e estou sem comentários. Na real, tenho uma sim!! Continuo com a ideia de que você TEM QUE FAZER UM LIVRO!!!!!!! hahaha' Ameeei de coração o conto. Simplesmente me apaixonei por ele e te juro que não vou mais perder um capítulo sequer hehe' Beijão menina <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é né Rachel... Imagino como deve doer, seria tão melhor estar cara a cara com o indivíduo para poder pensar melhor em como agir né?
      <333333 OBRIGADA RAQUEL! \\O// Fico muito feliz que tenha gostado tanto assim, haha!
      Beijão garota! ♥

      Excluir
  7. Aiii *---* Acho que esse foi o melhor capítulo até agora hahaha! Já estou até fazendo minhas apostas, aposto que vai ficar perfeito amoreco <3
    Beijo, beijoca, ansiosa para o oitavo!

    PS: Sei lá, alguma coisa me lembrou FMF u_u

    Foreverbia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Bia! *-----*
      Logo vem a parte 8. u__U
      Beijo! ♥

      Ps.: Essa história, especialmente essa parte, me lembra FMF 2. ^^

      Excluir
  8. Já fiquei imaginando mil coisas que a Alexa pode ser! #ToDoidaParaASegundaParte! Ownnnn!

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Status: me segurando pra não dar spoiler. =X Logo postarei a continuação! ^^
      Beijos! ♥

      Excluir
  9. Acabei de conhecer o blog.
    Amei o texto.
    Parabéns
    Nova seguidora(se não importar, retribui?)

    http://blog-da-malu-ka.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Tá, não curto muito ler "contos", histórias, em blogs pois sempre chego atrasada e nunca pego no começo (por exemplo, está no 5 e não tinha lido os primeiros) mas comecei a ler esse e fui correndo ler os primeiros. Você escreve muito bem, parabéns!
    E realmente, não sei porquê digo que gosto de romances românticos sendo que torço contra o casalzinho! torço para a vilã! finais felizes são uma ilusão. heueheu'
    por isso não assisto novela. u.ú
    Então, bem feito pra Amélia! (não me matem! >-<)

    Kisses <3
    Meu jardim Secreto (ou clique no perfil)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acabo chegando sempre atrasada na hora de ler as histórias em outros blogs =P Ô azar!
      Muito obrigada Polly! >.<
      O.o Garota, VOCÊ É DO MAL! O.o #Medo -ñ
      Beijos! ♥

      Excluir