Marcadores principais

Resenha: Anna e o Beijo Francês, de Stephanie Perkins

15.6.14

Título: Anna e o Beijo Francês
Autora: Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 288
Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer? 
Livro no: Skoob - Orelha de Livro.

Anna e o Beijo Francês é o primeiro livro de uma trilogia cujo terceiro livro ainda não foi lançado. O segundo livro tem o título de Lola e o Garoto da Casa ao Lado, e eu o li antes de Anna e o Beijo Francês, porque quando o comprei não sabia que fazia parte de uma trilogia, até porque, isso não atrapalhou em nada a leitura: esses dois livros tem histórias próprias, embora Lola e o Garoto da Casa ao Lado tenha spoilers de Anna e o Beijo Francês. Ou seja: eu já sabia qual seria o final. E o mais legal: isso não diminuiu minha empolgação na leitura em nada!

Eu acredito que um bom romance não é medido pelo seu final, mas sim pelo desenvolvimento. Pelos conflitos que os personagens devem passar para chegar ao final esperado, por mais clichê que esse final possa ser. E foi o desenvolvimento de Anna e o Beijo Francês que me fez amar o livro. Claro que, bem no início, eu estava receosa sobre ele por já saber qual seria o fim. Cheguei a pensar que eu já sabia toda a história, mas a cada página que eu virava, o livro parecia nitidamente me dizer “sabe de nada, inocente”.

Sobre a história do livro: Anna vivia feliz em sua cidade, Atlanta, mas então seus pais decidiram mandá-la para morar em Paris, em um internato, para concluir seu último ano no ensino médio por lá. Anna detestou essa ideia, porque já tinha feito planos para aquele ano, e seus planos definitivamente não incluíam ir morar em Paris e ficar longe de todos os seus amigos, longe das pessoas mais importantes da sua vida.
“Quem manda os filhos para um internato? É tão Hogwarts. Só que no meu não tem feiticeiros bonitinhos, balinhas mágicas ou aulas de voo.”
♦ Página 8.
Mas, como já era de se esperar, Anna faz novos amigos, entre eles, Étienne St. Clair, o garoto mais popular da escola, que tem namorada. Mas isso não impede Anna de se apaixonar por ele. NÃO! Lembra do que eu digitei dois parágrafos a cima? O final pode até ser previsível, mas a história em si, não é. Os personagens tem muitos conflitos próprios a serem resolvidos, e o romance somado a isso, deixa a leitura muito empolgante.

Eu amei muito os personagens! Todos eles. E tenho vontade de rir toda a vez que me lembro do pai da Anna que é, literalmente, uma sátira do Nicholas Sparks: só escreve histórias de amor em que alguém sempre morre, de um jeito ou de outro. Sério, o cara é o Nicholas Sparks, só faltou mesmo se chamar Nicholas Sparks. E a Meredith, Meu Deus! Ela é uma das amigas que a Anna faz no internato (a primeira amiga que a Anna faz, na verdade), e eu simplesmente amo ela! Sem comentários sobre o St. Clair. ♥
“Por nós dois, a palavra casa não é um lugar. É uma pessoa. E nós, finalmente, estamos em casa.”
♦ Página 286.
Em fim, eu super recomendo a leitura para todos aqueles que gostam de um bom romance!
Classificação: 
 Um beijo, Taís K.

7 comentários:

  1. Eu sempre quis comprar este livro, e depois dessa resenha e do quote 8, vou comprá-lo com certeza! Eu gosto muito de romance, A Seleção tá aí pra provar isso. Com certeza vou gostar desse livro. Mesmo que o final seja mais previsível do que eu queria, gosto de ver como a história se desenrola. Com certeza vou amar esse livro, além do fato de amar Paris! ♥
    Sobre seu post anterior, do Poem a Day do dia 15, sua poesia foi bem simples e pequena, mesmo assim disse muita coisa. Com certeza esse é um gênero difícil, e acho que se fosse eu falaria de terror. Mesmo com algo difícil, você conseguiu deixar perfeito. Tinha que ser a Taís mesmo!
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro romance, fiquei com vontade de ler esse ♥
    Beijos
    Papos da Kah

    ResponderExcluir
  3. Bate aqui que esse livro é muito amor ♥ \o
    Também penso o mesmo sobre essa questão dos clichês. O final previsível não faz diferença nenhuma se o desenvolvimento foi bem feito. Até porque, sou apaixonada por clichês e os finais previsíveis, na verdade, então o modo como cada autor cria e desenvolve seu enredo é que me cativa de verdade.
    Mas, fala sério, eu preciso ler Lola ainda! E o terceiro livro, Isla and The Happily Ever After, que ainda está em pré-venda na Amazon, em Inglês mesmo. E St. Clair é um charme à parte, oh, que lindo! E o pai dela é definitivamente uma versão literária do tio Nick, e eu ainda fiquei meio com um pé atrás com a Meredith devido aquele surto dela em um momento lá na história, mas ela é uma boa personagem, sim. Só não é tão cativante quanto o Étienne, ah, que amor! ♥
    Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo mas ainda não terminei. Passei ACEDE na frente! Eu não sabia que era uma trilogia, achei que eram livros independentes que se interligavam de alguma forma porque era da mesma autora. De qualquer modo, tenho esse e o da Lola!

    Beijos ♡♥
    Meu jardim Secreto
    Facebook | Twitter | Instagram

    ResponderExcluir
  5. Eu não sabia que esse da Lola era uma trilogia com o da Anna. Comecei a ler o da Anna e o beijo francês até a página 16! hheuehueh. Em E-BOOK. E quero comprar ele realmente heuheue (sei la como se fala '-'). Adorei a sua resenha, como sempre. u.ú Mesmo!!! E estou com muita vontade de ler essa trilogia, já olhei algumas resenhas por ai...

    P.S.: Não estou te dando "oi" (kk) no Whatts pq tô sem crédito. :((((

    Troquei o nome do meu blog, eu meio que recomecei... Se quiser ver:
    Justadreamer.tk

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. "É tão Hogwarts!" MEU DEUS, QUEM NÃO QUER IR PRA HOGWARTS? Acho que eu ia acabar gostando de estudar em um internato, sei lá. ausuash'
    Juro que não sabia que fazia parte de uma trilogia, mas sempre associei esses dois livros. Enfim. Por mais que seja clichê, eu gosto de clichês. E parece ser fofo. :3

    Estou de volta! o/
    Controvérsias.

    ResponderExcluir
  7. Eu desconfiava de uma ligação entre esses livros, mas só vim descobrir a verdade agora '-' Sempre ouvi elogios de ambos os livros, e suas resenhas só aumentaram minha curiosidade, como sempre ♥

    *(dossie-literario)

    ResponderExcluir