Marcadores principais

Escapar da Morte

29.12.14

Poem A Day 29 - Tema: A Morte
Escapar da Morte


Minha máquina do tempo
Em um segundo
Me leva para o dia do fim do mundo

Assisto de perto
A Terra a queimar
O Sol a se expandir, tudo carbonizar

Outra vez, volto pro passado
Vejo tantas pessoas, tantas formas de vida
Todas, no futuro, mortas ou perdidas

A existência humana, no final das contas
Um grande clichê sempre foi:
Nem mesmo um planeta com tamanha sorte
Seria capaz de, eternamente, escapar da morte.
Esta poesia foi inspirada na série Doctor Who (eu finalmente comecei a assistir, e estou amando!). Sim, eu já postei um haikai com o tema de hoje. Considere esta poesia um extra! Espero que tenha gostado. ♥
 Beijos, Taís K.

2 comentários:

  1. Talvez a falta de criatividade de comentar seus textos e poesias, talvez a pura preguiça e falta de vontade de ler, enfim, não estou comentando aqui. Mas minha atenção foi virada pra cá depois de ver essa imagem - que antes de ver o episódio eu não a havia entendido. Eu sou muito fã de Doctor Who, estou na sexta temporada, quase na sétima, e adoro. Em que temporada está? Ah, eu amo conhecer fãs de Doctor Who ♥
    Adorei o poema, tinha me esquecido como seus poemas são incríveis.
    Até mais! ~
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda estou na primeira temporada... Pois é, mal comecei! Mas já estou amando. <3 Só entendi a imagem porque, mesmo estando ainda na primeira temporada, eu já assisti ao episódio em que o Van Gogh aparece, porque eu amo esse cara!
      Obrigada!
      Até mais! ^^

      Excluir